NÃO VIVA DE APARÊNCIAS!

Hoje te convido a refletir sobre sua essência. Os seus valores, a sua verdade interior, realidades tão profundas que somente você conhece. E que não cabe julgamento, não dá para classificar se bonito ou feio, se certo ou errado, pois faz parte da essência de quem você é.

Quantas vezes você esconde esta essência e estes valores do mundo e de você mesmo? Por medo de julgamentos ou rejeições, por falta de autoconfiança, autoestima e até mesmo de autoconhecimento para descobrir quem você verdadeiramente é.  Por estes motivos, pessoas tem perdido a chance de viver sua essência e seus valores, escondendo quem verdadeiramente são, e vivido de aparências. Mais do que a aparência, a vida nos convida a entender a pureza de nossa essência como virtude interior, que precisa ser cultivada, pois se o interior está em ordem, o exterior assim ficara também. Quando renegamos aquilo que é nosso, nossos valores, normalmente o valor do meu próximo que está fora de mim, também é renegado de alguma forma.

Um dos problemas de nosso tempo, é que queremos manter as aparências externas que tudo vai bem, que tudo está em ordem e que não existe problema nenhum, quando de fato, isto não é verdade. Na vida real, todos temos problemas para resolver no dia a dia. Mas mais do que isto, nosso coração é um campo de batalha onde lutamos conosco mesmo, com as emoções e preocupações.

Isto se agrava quando ignoramos esta realidade interior e deixamos nos levar pelo que é aparente, não se importando com aquilo que é essência, aquilo que é valor interior. Não precisamos ficar falando ou mostrando o que se passa em nosso íntimo, mas não podemos esconder de nós mesmos, fechar nossos olhos para nossa alma ou simplesmente esquecer quem somos.

Uma vez reconhecendo esta realidade, eu percebo que preciso olhar para mim com mais compaixão e cuidado, transcender para caminhar nesta vida e valorizar quem sou, minhas emoções, meus pensamentos, minhas decisões, meus amigos e família, pois são importantes para me fortalecer como pessoa humana.

Não podemos nos prender as aparências, precisamos sim olhar para o nosso interior e perceber que a pureza das emoções e das virtudes, se dá na descoberta de nossos valores, da nossa essência, que determina nossos relacionamentos e nosso modo de ser neste mundo.

Te convido a olhar para si mesmo e fazer um exercício de meditação e reflexão de quais são os seus valores primordiais da vida. Aquilo que está na essência de seu ser.

A partir disto, revise o que você está fazendo com eles, e como pode resgatá-los para ter uma vida mais plena e feliz.  

Ricardo Nogueira

Deixar uma resposta